Tempo para experimentação


Nos horários livres, há que se experimentar as possibilidades de gravação do estúdio para explorar as ferramentas à disposição. Nesta quinta, pela manhã, a gravação do rap de Léo Vinícius agitou a casa.

Autor: Paulo Morais

Jornalista, coordenador de projetos na Viraminas Associação Cultural. Pesquisador do Ponto de Cultura Museu da Oralidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *