Primeiros passos do Estúdio

Dona Roxinha, benzedeira de Cambuquira
Dona Roxinha, benzedeira de Cambuquira

Começaremos na próxima semana a série de visitas aos mestres da cultura popular da região de Três Corações que fazem parte do projeto Imersão Criativa – Mestres no Estúdio. A primeira das entrevistas será com dona Roxinha, de Cambuquira, que na última sexta-feira completou 93 (!) anos de idade. Por opção da família, faremos a entrevista na casa dela.

Natural de Cambuquira, dona Roxinha, como é conhecida, é benzedeira há pelo menos cinco décadas. Atualmente benze apenas bebês, para tirar cobrero e quebranto, e, quando perguntada sobre lembranças do passado, é ajudada com muita gentileza pelas filhas e netas. Foi criada no bairro da Lavra, onde também foi mãe de leite de cerca de 20 crianças da vizinhança. Participou ainda de ternos de congado e é uma das figuras mais respeitadas no que se refere à memória da comunidade.

Autor: Paulo Morais

Jornalista, coordenador de projetos na Viraminas Associação Cultural. Pesquisador do Ponto de Cultura Museu da Oralidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *